Ikebana Sogetsu em Brasília

Em 1994, a Professora Zilá da Costa Raymundo  fundou, com seus alunos, já formados, o Clube de Ikebana de Brasília, uma entidade sem fins lucrativos. O objetivo do Clube é divulgar a arte floral e promover o encontro dos praticantes da Ikebana Sogetsu, sobretudo aqueles já formados, com o intuito de lhes oferecer atividades permanentes e garantir a vivência do Ka-do (O Caminho das Flores). Em outubro de 1997, Hiroshi Teshigahara, na época Iemoto (Chefe Supremo) da Sogetsu International, criou o “Brasília Study Group”, nomeando a professora Zilá da Costa Raymundo “chairperson” do grupo. 

O grupo Sogetsu em Brasília conta atualmente com 60 ”ikebanistas” que integram o Clube de Ikebana local. Desses, 22 são reconhecidos como professores junto à “Sogetsu Teachers Association”, com sede em Tóquio. 

Em 2007 o Clube de Ikebana de Brasília e o ”Brasília Study Group” foram agraciados pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão com o Diploma de Mérito pelos relevantes serviços prestados, "expressando o mais profundo respeito, pela dedicação e contínuo esforço às atividades de difusão da Cultura Japonesa na República Federativa do Brasil, contribuindo para estreitar laços de amizade com os países estrangeiros". 

Em 2008, cem anos após o início da imigração japonesa no Brasil, a Sogetsu de Brasília participa ativamente dos eventos comemorativos à data, promovendo exposições, demonstrações e “workshops” de Ikebana. 

 

 

 

 

 

A atual Diretoria do Clube de Ikebana de Brasília:

Presidente:  Zilá da Costa Raymundo

Diretora Executiva: Mara Starling

Vice-diretora Executiva: Maria Helena Atrasas

Primeira Secretária: Lilia Maria Chuf Souto

Segunda Secretária: Sirlei  Oliveira

Diretora Financeira: Ines Rampon

Vice-diretora Financeira: Yeda Maria Morales Sanchez